Estratégias de coping de crianças vítimas e não vítimas de violência doméstica

Article de journal


Auteurs / Editeurs


Domaines de Recherche


Détails sur la publication

Liste des auteurs: Koller S
Editeur: SpringerOpen (part of Springer Nature)
Année de publication: 2002
Numéro du volume: 15
Numéro de publication: 2
Page d'accueil: 245
Dernière page: 262
Nombre de pages: 18
ISSN: 0102-7972
Languages: Potugais-Brésil (PT-BR)


Résumé

Este estudo teve como objetivo investigar as estratégias de coping
adotadas por crianças vítimas e não vítimas de violência doméstica,
quando inseridas no microssistema escolar. Participaram da pesquisa 87
crianças divididas em dois grupos: 49 vítimas e 38 não vítimas de
violência doméstica, as quais responderam a uma entrevista estruturada
nas suas escolas, que visava a identificar os problemas mais freqüentes
experienciados com os professores e com os colegas e as estratégias de coping
utilizadas. As crianças vítimas de violência doméstica apontaram como
problema de maior freqüência as agressões verbais por parte da
professora e a estratégia de coping de agredir fisicamente para
lidar nos conflitos com seus pares. As crianças não vítimas citaram com
maior freqüência a busca de apoio de outras pessoas como estratégia para
lidar com seus problemas junto aos colegas. As meninas adotaram a
inação, quando enfrentam problemas com seus professores e se incomodam
mais com as agressões verbais destes. Os resultados são discutidos
levando em conta o contexto ecológico e as relações hierárquicas e
apontam subsídios para programas de intervenção, que promovam
resiliência e adaptação sadia de criançasà escola.


Mots-clés

Pas d'articles correspondants trouvés.


Documents

Pas d'articles correspondants trouvés.

Dernière mise à jour le 2019-13-08 à 00:15